5 alimentos que previnem o envelhecimento precoce

5 alimentos que previnem o envelhecimento precoce

Desde a infância, aprendemos que tudo o que comemos influencia no funcionamento do organismo. Além de fornecerem substâncias que auxiliam nas atividades celulares e contribuírem para o surgimento de doenças ou a prevenção delas, os alimentos também atuam no processo de envelhecimento. Para Cyntia Maurren, nutricionista da empresa de alimentos saudáveis Superbom, investir em cremes anti-idade não tem a eficácia desejada se não houver atenção quanto à alimentação.

“Uma dieta variada e equilibrada traz ao corpo nutrientes, antioxidantes e proteínas importantes para retardar o aparecimento das rugas. Esses componentes potencializam a hidratação da pele e a produção natural do colágeno”, endossa, citando a proteína responsável por dar sustentação à cútis e aos ossos.

Confira, a seguir, cinco alimentos que auxiliam na conservação da juventude da pele, segundo Cyntia. Fique por dentro também de outros benefícios das frutas, verduras, legumes e grãos com propriedades anti-envelhecimento.

Tomate
Tomate
Tomates

tomate é rico em licopeno, um dos mais potentes antioxidantes. “Ele ajuda a proteger a pele dos efeitos dos raios solares e, juntamente com a vitamina C, também presente no fruto, forma uma espécie de ‘barreira’ contra rugas e manchas causadas pela radiação solar”, destaca. Além disso, a vitamina C é fundamental para a produção do colágeno.

No hortifruti, é comum encontrá-lo próximo aos legumes, mas o tomate é uma fruta. Segundo estudos, ajudar a prevenir o câncer está entre os principais benefícios do alimento, principalmente o tumor de próstata. Também combate doenças cardiovasculares e diminui a retenção de líquidos. Com baixas calorias, o “vermelhinho” pode ser adicionado em dietas de emagrecimento.

Frutas vermelhas
morangos
Morangos

Frutas como morango, framboesa e blueberry são ricas em antocianina, componente que ajuda a preservar o colágeno, mantendo sua estrutura e prevenindo sua degradação. Além disso, as antocianinas aumentam o efeito antioxidante da vitamina C, o que contribui ainda mais para a saúde da cútis. “O consumo recomendado é de 1 porção de frutas vermelhas por dia, o que pode ser medido como aproximadamente 10 unidades. Seu consumo pode ser in natura ou na forma desidratada”, sugere.

As frutas vermelhas são importantes fontes para potencializar o sistema imunológico e prevenir doenças crônicas. Em 2018, um estudo feito na Universidade de Harvard, nos EUA, mostrou que voluntárias que consumiam uma porção de mirtilo ou duas de morango semanalmente aparentavam ter 2,5 anos a menos, em relação a idade real, em termos de comprometimento cognitivo. Os alimentos contribuem, ainda, com a modulação da microbiota intestinal devido a presença dos polifenóis.

Castanha-do-pará
Castanha do Pará
Castanha-do-pará

Considerado um superalimento, a castanha-do-pará é rica em selênio, um mineral com propriedades antioxidantes: “A enzima previne e retarda o envelhecimento, também chamado endurecimento dos tecidos pela oxidação, e contribui para manter a elasticidade natural da pele”. Quem gosta de petiscar a oleaginosa saiba que o consumo faz bem ao coração, combate os radicais livres e auxilia na regulação da tireoide, glândula responsável por acelerar ou diminuir o metabolismo do corpo.

castanha-do-pará engloba “mil e um” nutrientes, como magnésio, cálcio, manganês, potássio e cobre, sem contar que é rico em gorduras boas. Fica a dica: para conservá-las, deve-se guardar em local fresco e protegido da luz. Busque consumir a oleaginosa crua ou misturadas a frutas, saladas e vitaminas. Bom apetite!

Soja
soja
Soja

soja contém isoflavonas, que atuam de forma semelhante ao hormônio feminino estrógeno na pele. “Com o envelhecimento e a perda de estrógeno, a pele vai ficando mais fina e sensível, o que colabora para o aparecimento das rugas”, explica a profissional. Também pode auxiliar no combate aos sintomas da TPM e prevenir a osteoporose. Outro alimento completo, o grão é rico em vitaminas, minerais, fósforo e cálcio, com propriedades de aumentar a quantidade proteínas no organismo.

Recomendada a quem segue as dietas vegana ou vegetariana, a soja auxilia na redução dos níveis de colesterol ruim, o LDL, e melhora o “trânsito” intestinal devido à presença de fibras no alimento. Sobre o grão combater doenças cardiovasculares, a sentença é válida, pois os componentes do alimento agem no controle do acúmulo de gordura nas artérias e, consequentemente, o órgão responsável por bombear o sangue fica mais forte.

Grão-de-bico
grão de bico
Grão-de-bico

Esta leguminosa possui dois minerais que também agem na vitalidade cutânea: o cobre e o manganês. “Eles estimulam a produção de colágeno. Também são bons cicatrizantes, combatem os radicais livres e suavizam a pele, especialmente em casos de irritação”, conclui. Com o título de alimento do momento, o grão-de-bico tem função de controlar os níveis de açúcar no sangue e retarda a absorção de carboidratos. Aos pacientes de diabetes tipo 2, o grão tende a ser um bom aliado.

De acordo com um estudo publicado na revista Appetite, realizado pela Universidade da Tasmânia, na Austrália, quem consome uma média de 100 gramas de grão-de-bico diariamente sente-se mais saciado e com menos desejo de comer alimentos hipercalóricos. Por possuir triptofano, a leguminosa melhora o humor. O alimento aumenta a produção de serotonina, neurotransmissor com função de dar a sensação de satisfação e bem-estar. As gestantes devem incluir o grão nas refeições por conter ácido fólico.

Aliado da alimentação

Há outras razões para as pessoas terem envelhecido precocemente. Existem dois fatores principais, sendo eles, a poluição e o uso excessivo das telas. Se fica muito tempo no computador ou no celular, sim a consciência vai pesar após as orientações da dermatologista Loretta Ciraldo em entrevista à revista Marie Claire. De acordo com a especialista, rugas, mancha escuras e linhas de expressão são sinais do desgaste da pele.

Alinhada à alimentação, Loretta aconselha começar a cuidar da cútis aos 20 anos de maneira saudável. “Recomendo produtos de proteção, como hidratantes diários com antioxidantes”, indicou. É fã das máscaras faciais, então continue a usar uma vez por semana. Só não vale deixar de fazer. Por último, a dermatologista sugere recorrer aos benefícios do microagulhamento e microdermoabrasão.

Mulher com máscara facial
Usar máscara facial semanalmente, indicou a especialista

Fonte: Metrópoles